Skin Picking – Transtorno de Escoriação

O Transtorno de Escoriação ou "skin picking" é caracterizado pelo comportamento compulsivo de arranhar, cutucar, cortar, escavar, morder ou beliscar a pele normal ou com mínima irregularidade, produzindo lesões que causam sofrimento e prejuízos em diversas áreas da vida.

Os focos das escoriações, além da pele saudável, podem ser pequenas irregularidades da pele e lesões preexistentes como espinhas, calosidades, peles ao redor das unhas, cicatrizes, picadas de insetos, etc.

Os portadores de skin picking normalmente relatam uma ideia fixa e grande ansiedade, que o leva a mexer na sua pele. Pouco depois de o fazer, sente-se aliviado, mas também culpado ou envergonhado, ficando incomodado consigo.

O transtorno de escoriação acomete em torno de 1,4% da população, mais comum no sexo feminino.

Fatores emocionais, pessoais e bioqúimica cerebral estão envolvidos neste processo.

Tratamento inclui uso de psicofármacos e acompanhamento psicológico, como foco na terapia cognitivo comportamental.