TOD – Transtorno Opositor Desafiador

O Transtorno Opositor Desafiador (TOD) tem como característica um padrão de comportamento desafiante, desobediente e opositor frente a adultos. É definido com ausência de atos mais graves ou agressivos, ou comportamento antissocial associado a quadro como transtorno de conduta.

Tem um prevalência entre 2-10% da população, bem mais frequente no sexo masculino.

Sintomas costumam ser apresentar-se entre 5-10 anos de idade, após tendem a reduzir.

Alto nível de comorbidade com transtorno de conduta (TC), mas a maioria das crianças com TOD não desenvolvem TC.

Diversas comorbidades estão associadas (ansiedade, depressão, TC, dependência química., etc.).Crianças com Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) podem desenvolver TOD.

Não há uma causa única para o desenvolvimento de TOD. Diversos fatores de riscos e marcadores genéticos estão envolvidos.

Grande contribuição genética, herdabilidade de aproximadamente 50%.

Genótipos que levam à níveis baixos de atividade de MAOA associados à fatores ambientais de maus-tratos, estão mais associados ao comportamento antissocial e TC.

Idade de início dos sintomas é um preditor de evolução. Piores evoluções ocorrem quando sintomas iniciam na infância e persistem na adolescência.

Fatores temperamentais no início da infância (irritabilidade, impulsividade e intensidade de reação frente a estímulos negativos) contribuem para o desenvolvimento de TOD.

Crianças que apresentam comportamento opositor tendem a ter maior dificuldade para se relacionar com colegas, acabam interagindo com crianças com comportamentos similares.

Traços “insensível e sem emoção” – Predizem problemas mais sérios de conduta, relacionado com psicopatia.

Fatores de risco ambientais: Vizinhança (bairros mais violentos e pobres), ambiente familiar, influência do modelo familiar (pais que apresentam aplicações de regras inconsistentes, dão comandos não muito claros, pais que respondem de maneira indevidamente dura frente a comportamento levemente disruptivo)

Critérios Diagnósticos DSM-5.

  1. Padrão de humor raivoso/irritável, de comportamento questionador/desafiante ou índole vingativa com duração de pelo menos 6 meses, como evidenciado por pelo menos 4 sintomas de qualquer das categorias seguintes e exibido na interação com pelo menos 1 indivíduo que não seja um irmão.

HUMOR RAIVOSO/IRRITÁVEL

  1. Com frequência perde a calma.
  2. Com frequência é sensível ou facilmente incomodado.
  3. Com frequência é raivoso e ressentido.

COMPORTAMENTO QUESTIONADOR/DESAFIANTE

  1. Frequentemente questiona figuras de autoridade ou, no caso de crianças e adolescentes, adultos.
  2. Desafia acintosamente ou se recusa a obedecer a regras ou pedidos de figuras

de autoridade.

  1. Incomoda deliberadamente outras pessoas.
  2. Culpa os outros por seus erros ou mau comportamento.

ÍNDOLE VINGATIVA

  1. Foi malvado ou vingativo pelo menos 2x nos últimos 6 meses.

(< 5 anos: na maioria dos dias por pelo menos 6 meses)

(> 5 anos: pelo menos 1x/semana por pelo menos 6 meses)

  1. Há sofrimento para o indivíduo ou para os outros em seu contexto social imediato (família, colegas, trabalho...) ou causa impactos negativos nos mais diversos ambientes (social, educacional, profissional...).
  2. Descartadas outras causas (TH, psicose, uso de subst., etc.)

Especificação de gravidade

Leve: Sintomas limitados a apenas 1 ambiente.

Moderado: Presentes em pelo menos 2 ambientes.

Grave: Presentes em 3 ou mais ambientes.

 

-> Diagnóstico Diferencial

- Fobia específica

- Transtorno de ansiedade

- TOC

Tratamento:

- Tratar comorbidades

- Mudanças ambientais

- Treinamento gerencial dos pais

- Terapia individual – controle da raiva

- Intervenções escolares

- Medicações apresentam baixa evidência para o tratamento do quadro de TOD, podem ser úteis no gerenciamento de sintomas específicos, conforme for avaliado em cada caso.